Friday, April 22, 2011

QR Code - uma tecnologia da era móvel


O QR Code (Quick Responde Code) ou Código de Barras em 2D, é uma matriz criada pela empresa japonesa Denso-Wave, em 1994. O código pode ser interpretado rapidamente mesmo com imagens de baixa resolução, das câmaras digitais em formato VGA, como as dos telemóveis.
Inicialmente foi usado para catalogação variada, gestão de inventários numa grande variedade de indústrias, revistas, propagandas, entre outras possibilidades. Desde 2003 que se estão a desenvolver aplicações para ajudar os utilizadores a adicionar dados nos telemóveis. Alguns dos modelos de telemóvel mais recentes trazem já esta tecnologia, os mais antigos deverão instalá-la. Os sites Kaywa Reader, i-nigma, Omarabid permitem descarregar para o telemóvel o software necessário, permitindo fazê-lo de várias formas: por SMS, diretamente para o telemóvel, ou descarregando-o para o PC. O site Kaywa Reader informa sobre os modelos de telemóvel em que é possível usar o programa.
Estamos a viver o fenómeno da Mobile Tagging e na Era da Inteligência Distribuída. O Mobile Tagging está relacionado com a popularização dos telemóveis. É uma prática de escrita destinada à leitura que se realiza em trânsito, baseada em códigos de barras bi-dimensional – QR Code interpretado pela câmara do telemóvel, depois de instalado um leitor de QR Codes no dispositivo. Basta passar o ecrã do telemóvel pelo código que rapidamente é interpretada a informação nele contida.
Como usar o QR Code para aprender?
Os resultados de alguns estudos na Universidade de Bath, Gloucestershire, Leicester e Sheffield revelam que os alunos estão mais conscientes dos QR Codes. Consideram que o acesso à informação através do QR Code é mais atraente em comparação com a entrada manual da informação no telemóvel. Mostraram-se pouco interessados em gastar o seu dinheiro em acesso a materiais de aprendizagem nos seus telemóveis, preferindo aceder a ela através do computador, por isso, o QR Code é valorizado por não trazer custos.
Esta tecnologia pode ter várias aplicações, por exemplo, num museu, onde é possível colocar através de um QR Code o URL da obra para que o visitante rapidamente aceda à informação disponível na Web sobre o quadro. Qualquer biblioteca escolar pode beneficiar desta tecnologia e entrar na era da mobilidade digital. O QR Code pode servir para apresentar informação sobre as obras em cada estante, a localização de obras recentes, resumo do livro do mês, etc.
A escola pode também usufruir desta tecnologia e organizar um Peddy-paper ou Caça ao Tesouro usando o QR Code para dar orientação aos participantes. Os professores podem usá-la com informação variada para os alunos armazenarem nos seus dispositivos móveis: links para websites, resumos, sínteses, feedback do trabalho realizado, objectivos para os testes, datas, etc.

No comments:

Post a Comment

Note: Only a member of this blog may post a comment.

Post a Comment